Uma pérola italiana

 

Uma pérola italiana

 

O ano de 2009, foi um ano muito especial na vida deste italiano no mundo do vinho. Foi quando eu decidi que iria entender tudo o que poderia saber sobre a produção de bons vinhos. Importados e nacionais. Comprei milhares de livros, provei centenas de garrafas às cegas, conheci pessoas incríveis e minha casa se tornou um depósito de vinhos.

 

Não se preocupem, pois não irei falar da minha vida nesta coluna. Irei sim, falar de um belo vinho italiano que me foi presenteado pela Mari Pradella há alguns meses. A foto mostra um vinho elaborado na Toscana chamado SOLO UNO Rosso Toscano IGT com uvas cabernet sauvignon na safra de 2009. Inicialmente intrigante porque não são uvas comuns de serem cultivadas na Italia.

 

O produtor se chama Fattoria Castelvecchio (https://www.castelvecchio.it/) localizado em uma região muito especial da Itália. Estamos falando de um produto elaborado com somente uma uva (dai o nome “solo uno” em italiano) e neste, a Cabernet Sauvignon foi selecionada para ser colhida manualmente de um único vinhedo (single vineyard de mudas antigas).

 

Em 2009, a variedade CS que se mostrou mais equilibrada (características únicas e marcantes na saúde da uva) dentre todas cultivadas pela Fattoria, por isso surgiu este vinho Solo Uno CS Rosso Toscano IGT em Firenze! Colheita manual, menos de um quilo por planta e seleção crítica a definir antes do engarrafamento demonstram o nível de atenção dos enólogos.

 

Este vinho passou por maceração a frio de 48 horas, fermentou em tanques de inox com temperatura controlada por aproximadamente 18 dias, teve movimentação e leve pressão do líquido e cascas em busca de máxima extração. Passou por envelhecimento de 12 meses em barricas de carvalho novas além de anos em garrafa em busca de aprimoramento fino antes de ir ao mercado. Paciência, natureza e ciência bem aplicadas.

 

Estamos falando de um vinho encantador, cor vermelho-telha e no nariz notas de cereja e frutas silvestres maduras. No fundo, um leve e agradável aroma de madeira, os taninos da cabernet presentes, mas redondos. Em boca, total equilíbrio entre volume e acidez de um vinho delicado e potente ao mesmo tempo. São anos em garrafa e o vinho Solo Uno entrega um frescor encantador.

 

Decante este vinho por uma hora, harmonize com comida italiana e aproveite a vida!

Texto: Julio Gostisa

 

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn