Projeto Ópera: Estética e Psicanálise discute a traição em recital lírico comentado no dia 18 de maio

 

Projeto Ópera: Estética e Psicanálise discute a traição em recital lírico comentado no dia 18 de maio

 

Durante o evento virtual, o maestro Ronel Alberti e o professor Rafael Werner trazem análises de obras como O Barbeiro de Sevilha e Sansão e Dalila, acompanhados pelo canto de Cynthia Barcellos e Clarisse Diefenthäler e o piano de Rodolfo Wulfhorst

 

Depois de falar sobre paixão e vingança, o projeto Ópera: Estética e Psicanálise chega a sua última edição deste ano discutindo a traição em um recital lírico comentado pelo maestro Ronel Alberti e o professor Rafael Werner. Para debater o tema, o encontro virtual será acompanhado por apresentações ao vivo da soprano Cynthia Barcelos, da mezzo-soprano Clarisse Diefenthäler e do pianista Rodolfo Wulfhorst interpretando trechos de óperas como O Barbeiro de Sevilha, de Rossini, e Sansão e Dalila, de Saint-Saëns, além de obras de Purcell, Verdi e Puccini.

 

O evento será transmitido ao vivo na próxima terça-feira, dia 18 de maio, às 19h, em link privado do YouTube, e terá legendas com a tradução das óperas em português. Os ingressos para a atividade custam R$ 20 e podem ser adquiridos no site www.institutoling.org.br.

 

Com curadoria do barítono Carlos Rodriguez, o projeto propõe apresentar uma visão de diferentes personagens da história da música à luz da estética filosófica e da psicanálise. A partir dos comentários e das performances de canto e piano, o público será guiado pelas motivações ocultas de personagens marcantes do mundo da ópera, além de conhecer mais sobre a linguagem estética de grandes compositores.

 

Sobre os participantes

Carlos Rodriguez (curador) é barítono, graduado em Ópera e Música de Câmara no Conservatório Superior de Música de Maastricht e em Stage Training for Opera Singers no Jeker Studio, Holanda. Cantou em diversas óperas no Brasil e Europa. Foi curador da programação lírica do Studio Clio e, atualmente, é coordenador da Agenda Lírica.

 

Ronel Alberti da Rosa (ministrante) é graduado em regência pela Escola Superior de Colônia, da Alemanha, e mestre e doutor em Filosofia pela PUCRS. Realizou estágio de pesquisa na Karl-Eberhard Universität de Tübingen e de pós-doutorado em Ética na Mídia, na Universidade de Kaiserslautern, na Alemanha. Leciona as disciplinas de Bioética e Estética Filosófica na PUCRS.

 

Rafael Werner Lopes (ministrante) é professor, psicanalista e doutor em Filosofia, com áreas de concentração em Ética e Antropologia. Coordena o Polifacética: Grupo de Pesquisa em Filosofia Contemporânea e Psicanálise. É membro do Coletivo Marginais & Mal-Ditos e da Associação Livre Psi – Psicoterapia e Psicanálise: Clínica e Pesquisa. É também coordenador do Centro de Estudos em Filosofia e Humanidades e membro associado do Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre.

 

Cynthia Barcelos (soprano) é bacharel em Canto pela UFRGS. Foi solista da obra Fantasia Coral, de Beethoven, sob a regência de Isaac Karabtchevsky, em 2008; e participou da ópera Dido & Enéias, de Purcell, realizada pela UFRGS, interpretando a protagonista Dido, em 2012 e em 2014. Fez parte do primeiro DVD de música erudita contemporânea do Rio Grande do Sul: a obra Súbita Conexão, de Marcelo Nadruz. Em 2014, foi agraciada com o prêmio do Júri Popular e Menção Honrosa no 14º Concurso Internacional de Canto Aldo Baldin e, em 2018, foi selecionada no Concurso Prelúdio, da TV Cultura de São Paulo.

 

Clarisse Diefenthäler (mezzo-soprano) é bacharel em Regência pela UFRGS. Iniciou sua trajetória musical aos oito anos estudando piano. Como solista, tem atuado junto à Orquestra Unisinos Anchieta, Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, Orquestra Sinfônica da UCS, Orquestra de Câmara da ULBRA e OSPA. Em 2017, foi selecionada para masterclass da Royal Opera House, com David Gowland e André Heller Lopes, realizado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em 2018, foi semifinalista no conceituado Concurso Prelúdio, da TV Cultura de São Paulo, e solista no Magnificat, de Vivaldi, com a Sphaera Mundi Orquestra, na PUCRS.

 

Rodolfo Wulfhorst (pianista) começou a estudar piano aos oito anos, com sua mãe, e posteriormente fez aulas com Ney Fialkow. Formado em Ciências da Computação, concluiu seu mestrado em Inteligência Artificial Aplicada à Música, em 2002, na UFRGS. Desde 1992, atua como pianista acompanhador, participando de grandes eventos com conceituados músicos do cenário erudito nacional. Atualmente, participa dos projetos Terça Lírica e Arte Lírica, em Porto Alegre.

 

Esta programação tem realização do Instituto Ling e Ministério do Turismo / Governo Federal, com patrocínio da Crown Embalagens, Fitesa e America Tampas.

 

SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO ON-LINE – MÚSICA
Ópera: Estética e Psicanálise | Traição
Recital lírico comentado pelo maestro Ronel Alberti e o professor Rafael Werner, com participação da soprano Cynthia Barcelos, da mezzo-soprano Clarisse Diefenthäler e do pianista Rodolfo Wulfhorst
Dia 18 de maio, terça-feira, às 19h, em link privado do YouTube
As inscrições custam R$ 20 e podem ser feitas no site www.institutoling.org.br

 

Crédito da foto: Instituto Ling/ Divulgação

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn