Prefeitura mantém faixa etária em 36 anos para vacinação contra Covid-19

 

Prefeitura mantém faixa etária em 36 anos para vacinação contra Covid-19

 

Nesta quarta-feira, 14, a faixa etária de vacinação contra Covid-19 será mantida para pessoas com 36 anos completos. O atendimento para esse público ocorre em 12 unidades de saúde, das 8h às 17h. Não haverá vacinação em drive-thru. A vacinação também segue para os públicos já contemplados anteriormente na campanha. Também estará disponível a segunda dose para todos que estão com o esquema vacinal em atraso da Coronavac e quem recebeu AstraZeneca há pelo menos 10 semanas.

Aplicação da segunda dose de Pfizer estará à disposição apenas por agendamento no aplicativo 156+POA ou WhatsApp da Atenção Primária pelo telefone (51) 3289-2715, somente para pessoas que receberam a primeira dose até 14 de junho. Pessoas com aplicação da primeira dose fora deste prazo devem atender ao prazo de 10 semanas entre primeira e segunda dose, e não existem porto-alegrenses com prazos determinados para o período.

 

O quê: primeira dose contra a Covid-19
Público: homens e mulheres com 36 anos ou mais; trabalhadores da educação no ensino superior, profissionais da educação infantil, fundamental e médio do ensino municipal, estadual e rede privada e profissionalizante da rede estadual; pessoas com deficiência permanente e comorbidades a partir de 18 anos.
Onde: 12 Unidades de Saúde
Horário: 8h às 17h
Endereços: confira no link

 

O quê: segunda dose da Coronavac/Butantan
Público: residentes em Porto Alegre que estão com o esquema vacinal em atraso
Onde: 12 unidades de saúde
Horário: 8h às 17h
Endereços: confira no link

 

O quê: segunda dose da AstraZeneca/Oxford
Onde: 33 unidades de saúde e 20 farmácias parceiras
Horário: 8h às 17h (nas Unidades de Saúde) e das 9h às 17h (nas farmácias parceiras)
Endereços: confira no link

 

O quê: segunda dose da Pfizer/BioNTech
Onde: somente com agendamento no App 156+POA ou WhasApp (51) 3289-2715 (Unidade Bananeiras, Diretor Pestana, Primeiro de Maio e Rubem Berta)

Para receber a primeira dose, todos os públicos devem apresentar documento de identidade com CPF e comprovante de residência em Porto Alegre. Para profissionais de saúde ou da educação, é preciso documento que comprove o vínculo de trabalho em Porto Alegre. Já para o grupo das comorbidades e deficiência é necessário comprovar a condição (exceto Síndrome de Down). Gestantes podem apresentar a carteira do pré-natal.

Para segunda dose, é necessário levar identidade com CPF e carteira com registro da primeira aplicação.

 

Texto: Neemias Freitas
Edição: Gilmar Martins
Crédito da foto: Cristine Rochol/PMPA

Fonte: SMS – Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn