O que aconteceria se nada fosse dito?

 

O que aconteceria se nada fosse dito?

 

Novo single de Dany López em duo com Aline Stoffel chega às plataformas dia 9 de julho

 

Seguindo a sequência de lançamentos com participações de artistas brasileiros, como Filipe Catto, Diego Moraes, Taís Reganelli e Zeca Baleiro, o compositor, cantor, multi-instrumentista, arranjador e produtor Dany López lança no dia 9 de julho, em todas as plataformas digitais, “Ditto”. Importante nome no intercâmbio musical entre o Rio Grande do Sul e Uruguai, desta vez, ele chamou a cantora Aline Stoffel para a parceria.

 

 

“Ditto” é um jogo de palavras, transparece a força da linguagem, do impacto do que é dito, ou do que não é dito. Na letra, escrita por Fabiana Iglesias, cabe medo e desejo, paixão e decepção, liberdade para colocar para fora sentimentos em voz alta. As palavras impulsionam o som. Embalado por um “blue rock” com ares contemporâneos, o que é dito ganha poder.

 

Aline tem essa voz profunda que abraça com graves incríveis de veludo, e, ao mesmo tempo, muito doce. Faz explodir o blues rock da canção. Com domínio total da voz e uma capacidade interpretativa fora do comum, fala/canta o que precisa ser ‘Dito’”, diz Dany.

 

Gravada no Brasil e no Uruguai, a música conta com um time de artistas de diversas áreas, uma mistura de estilos musicais, que se completa em uma só sonoridade: moderna e contemporânea, com guitarras, piano, baixo e efeitos.

 

Carinhosamente chamado de “El Maestro”, Dany compôs para o teatro e acompanhou diversos compositores e intérpretes como pianista e tecladista. Produziu mais de 15 álbuns, entre eles “Mar Abierto”, de Daniel Drexler, que recebeu o prêmio Gardel de 2013 (ARG). Depois de passear pelo folk e pela música latina, o músico retornou ao rock com o disco “The Kingdom of Me”, a primeira parceria com a Loop Discos. https://www.danylopez.art/?lang=pt

 

Ficha Técnica
Letra: Fabiana Iglesias
Música: Dany López
Voz: Aline Stoffel e Dany López
Coros: Camila Ferrari
Bateria: Martin Ibarburu
Guitarra: Nicola Spolidoro
Piano, rhodes, hammond, baixo e violões: Dany López
Saxofone: Gonzalo Levin
Trompete: Gaston Ackerman
Captações: Estúdio: E12 (guitarras de Nicola Spolidoro), home studio (vozes de Aline Stoffel) e Io Estúdios (demais)
Mix e Master: Diego Rey e Nico Panzl
Foto da capa: Alejandra Bacigalupi
Capa: Estúdio Blende
Management Dany López: Origami Gestión Cultural
Selo: Loop Discos

 

Crédito da foto de Aline Stoffel: ©Tom Silveira
Crédito da foto de Dany López: ©Alejandra Bacigalupi

 

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn