O Ireal na real escadaria do Viaduto Borges de Medeiros

 

O Ireal na real escadaria do Viaduto Borges de Medeiros

 

Exposição ir/real transpõe alma do fotógrafo Marcos Monteiro em 33 cliques em exibição na capital

 

Porto Alegre recebe desde segunda-feira, dia 03/05 a Exposição ir/real na Galeria Escadaria, no icônico
Viaduto da Borges, no Centro da capital. Ao todo são 33 cliques que transpõem a alma do fotógrafo Marcos
Monteiro pelas lentes de uma câmara. A exposição sintetiza a carreira do fotógrafo já reconhecido por
equilibrar técnica e criatividade em suas imagens. E é um convite à imaginação, já que fazem o espectador
viajar na difusão entre o real e o irreal das fotografias expostas nos 16 painéis de 2m x 1m.

 

Segundo o fotógrafo, o nome da mostra vem da fusão entre o ir e o real: “ir em busca da foto sem planejar,
quase um jazz, no improviso; e o real, que está exposto no dia a dia, na rua, no cotidiano da cidade”, revela
Monteiro, que pauta seu trabalho na fotografia instantânea e quase impressionista, quando após achar a cena
ideal, fica esperando o instante acontecer, sempre buscando o ser humano como foco.

 

Morador do Centro Histórico de Porto Alegre, Marcos Monteiro faz de suas caminhadas pelo bairro seu
momento de criação artística. As ruas, seu ateliê a céu aberto. E é este mesmo local que o artista elege como
galeria para expor sua obra: “as fotografias surgem de um olhar atento, espera pacienciosa, disparo preciso e
sensibilidade inquestionável. Guardam em si o tempo de espera do artista pelo momento da sobreposição
natural de camadas de imagens em superfícies refletoras, do surgimento de sombras na paisagem, da
inscrição de rastros de movimento no quadro fotográfico; o tempo de espera pela cena imaginada se
fazer visível”, garante a curadora Dani Remião.

 

Para a curadora, os cliques de Marcos Monteiro resultam de refino composicional e instantes sublimes do
acaso: “como um músico de jazz, Marcos mantém um equilíbrio entre o planejado e o improviso, que requer
domínio da técnica fotográfica e criatividade para os ajustes em tempo real. O artista capta um instante, mas
conta uma aventura, que se abre para a narração e para a ilusão. E nesse espelho do real e do irreal da
fotografia, as imagens de Marcos Monteiro são reflexos da cidade, de seus moradores e de si mesmo”.

 

A exposição fica em cartaz até 30 de maio na Galeria Escadaria, por estar localizada junto à quase
nonagenária Escadaria Verão do viaduto da Borges de Medeiros, um dos pontos mais icônicos do Centro da
capital gaúcha. O acesso ao local é gratuito e a exposição pode ser contemplada 24 horas por dia, 7 dias por
semana. Marcos Monteiro está à disposição para entrevistas e acompanhar visitas guiadas no local.

 

Sobre o fotógrafo Marcos Monteiro
Com sua veia artístico-cultural multifacetada, além de fotógrafo e idealizador da Galeria Escadaria (a única a
céu aberto do Rio Grande do Sul com exposições todo o ano), Marcos Monteiro é também publicitário e
produtor cultural – já reconhecido por seu trabalho junto à Biblioteca Pública do Estado no projeto Chapéu
Acústico, grande palco de talentos da cena musical gaúcha, e na Street Expo Photo, considerada uma das
maiores mostras fotográficas a céu aberto do país.

 

Ficha Técnica
Produção e concepção gráfica: Marcos Monteiro
Assessoria de Imprensa: Anderson Hartmann – Cachaça Comunicações
Execução Expositiva: Acontece Solução em Eventos
Apoio Institucional: Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul
Estrutura: 16 painéis de 2 metros por 1, com 33 fotos
Fotografias autorais feitas por Marcos Monteiro
Exibição: 03/05/2021 a 30/05/2021

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn