Na Lata

 

NA LATA

 

A indústria do vinho é muito conservadora. Formada por tradições, regras e recheada de costumes. Existe um falso entendimento que a maioria dos vinhos pode ou deve melhorar com o tempo de envelhecimento em garrafa. Por isso que, qualquer tipo de inovação, demora a ser implementada ou aceita no mundo do vinho.

 

Imaginem então o tamanho da rejeição quando os primeiros vinhos em lata foram introduzidos ao mercado mundial em 2004. Isso mesmo, brasileiros, o vinho em lata não surgiu em 2018 e não foi criado por causa da pandemia gerada pelo covid19. Estamos anos atrás dos países que lançaram esta nova forma de beber vinhos jovens.

 

Claro que o aumento do consumo de vinhos no Brasil ajudou a criar novos projetos de vinhos em lata de alumínio. Afinal, vivemos em um país que se caracteriza por sempre ter excedente de produção. Nada melhor do que enlatar produtos jovens, de boa qualidade e vender aos novos consumidores. Menos enrolação, sem saca-rolhas, mais leveza, cuidado com a reciclagem, gela rapidinho, facilidade para levar para praia, sem vidro perto da piscina ou até mesmo para se beber sozinho em casa. Acertaram na lata.

 

Neste verão, provei muitas opções de vinhos em latas de alumínio, mas sempre colocando o liquido em taças. Confesso que não consegui beber direto da lata. Algumas opções se provaram imbebíveis, mas outras me surpreenderam de forma positiva. Parabéns aos enólogos, sommeliers envolvidos com os projetos diferenciados de vinhos em lata, vocês estão no caminho certo. Não notei diferença no sabor do vinho enlatado quando comparado com o produto engarrafado. Sigam respeitando o consumidor e inovando sempre.

 

Portanto, se você esta aberto à novidades, buscando vinhos jovens, bastante aromáticos, leves no tanino, com frescor, prontos para serem bebidos, com excelente custo x beneficio, pode apostar em algumas opções de vinhos em lata que hoje temos em nosso mercado. Este tipo de embalagem veio para ficar. Cabe ao consumidor entender a proposta. Não espere vinhos de guarda e envelhecidos dentro das latas. Se beber vá de carona.

 

Texto: Julio Gostisa

 

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn