Instituto Ling recebe a estreia do projeto Ópera: Estética e Psicanálise no dia 30 de março

 

Instituto Ling recebe a estreia do projeto Ópera: Estética e Psicanálise no dia 30 de março

 

Com curadoria do barítono Carlos Rodriguez, a iniciativa prevê uma série com três recitais líricos comentados pelo maestro Ronel Alberti e o professor Rafael Werner, com participação de grandes nomes da música erudita do Rio Grande do Sul

 

O Instituto Ling recebe na próxima terça-feira, dia 30 de março, às 19h, a estreia do projeto Ópera: Estética e Psicanálise, uma série de recitais líricos comentados pelo maestro Ronel Alberti e o professor Rafael Werner, com participação de grandes nomes da música erudita do Rio Grande do Sul. Com curadoria do barítono Carlos Rodriguez, a programação propõe apresentar uma visão de diferentes personagens da história da música à luz da estética filosófica e da psicanálise.

Serão três encontros realizados durante o primeiro semestre deste ano, com diferentes intérpretes, temas e repertórios. O primeiro deles falará sobre vingança e contará com apresentação da soprano Raquel Flores, do baixo Guilherme Roman e do pianista Rodolfo Wulfhorst interpretando composições das óperas A Flauta Mágica e As Bodas de Fígaro, de Mozart, assim como obras de Ravel e Verdi. O evento poderá ser acompanhado ao vivo, em plataforma digital. Os ingressos custam R$ 20 e podem ser adquiridos no site www.institutoling.org.br.

 

A partir dos comentários e das performances de canto e piano, o público será guiado pelas motivações ocultas de personagens marcantes do mundo da ópera, além de conhecer mais sobre a linguagem estética de grandes compositores. O repertório escolhido para o projeto abrange diferentes estilos e períodos, passando pelo drama e a comédia. Os próximos encontros terão como tema a traição e a paixão, explorados a partir da obra de nomes como Rossini e Donizetti.

 

Sobre os participantes

 

Carlos Rodriguez (curador) é barítono, graduado em Ópera e Música de Câmara no Conservatório Superior de Música de Maastricht e em Stage Training for Opera Singers no Jeker Studio, Holanda. Cantou em diversas óperas no Brasil e Europa. Foi curador da programação lírica do Studio Clio e, atualmente, é coordenador da Agenda Lírica.

 

Ronel Alberti da Rosa (ministrante) é graduado em regência pela Escola Superior de Colônia, da Alemanha, e mestre e doutor em Filosofia pela PUCRS. Realizou estágio de pesquisa na Karl-Eberhard Universität de Tübingen e de pós-doutorado em Ética na Mídia, na Universidade de Kaiserslautern, na Alemanha. Leciona as disciplinas de Bioética e Estética Filosófica na PUCRS.

 

Rafael Werner Lopes (ministrante) é professor, psicanalista e doutor em Filosofia, com áreas de concentração em Ética e Antropologia. Coordena o Polifacética: Grupo de Pesquisa em Filosofia Contemporânea e Psicanálise. É membro do Coletivo Marginais & Mal-Ditos e da Associação Livre Psi – Psicoterapia e Psicanálise: Clínica e Pesquisa. É também coordenador do Centro de Estudos em Filosofia e Humanidades e membro associado do Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre.

 

Raquel Flores (soprano) é bacharel em Canto pela UFRGS. Iniciou seus estudos de canto lírico quando foi convidada a integrar o Coro Sinfônico da OSPA. Participou do Festival Musica Nova 2016, em Ribeirão Preto, cantando obras do compositor Flávio Oliveira, retornando no ano seguinte, a convite do diretor do evento, o compositor Rubens Russomanno Ricciardi, para interpretar uma obra sua. Em 2018, foi finalista do Concurso Jovens Solistas do festival internacional Gramado in Concert. Foi solista na obra Glória, de Vivaldi, e interpretou a personagem Vênus na ópera Die Schöne und getreue Adriadne.

 

Guilherme Roman (baixo) é bacharel em Canto pela UFRGS. Em 2013, cantou no grupo vocal organizado para a gravação do DVD Súbita Conexão, obra do compositor Marcelo Nadruz. No ano seguinte, cantou como solista em Vesperae solenes de confessore, de Mozart. Em 2016, foi Dulcamara na ópera O Elixir do Amor, em montagem do projeto Terça Lírica, no Palácio da Justiça de Porto Alegre; e fez o papel de Conde de Almaviva na ópera Le Nozze di Figaro, durante o Musikfest em Santa Cruz do Sul.

 

Rodolfo Wulfhorst (pianista) começou a estudar piano aos oito anos, com sua mãe, e posteriormente fez aulas com Ney Fialkow. Formado em Ciências da Computação, concluiu seu mestrado em Inteligência Artificial Aplicada à Música, em 2002, na UFRGS. Desde 1992, atua como pianista acompanhador, participando de grandes eventos com conceituados músicos do cenário erudito nacional. Atualmente, participa dos projetos Terça Lírica e Arte Lírica, em Porto Alegre.

 

Esta programação tem realização do Instituto Ling e Ministério do Turismo / Governo Federal, com patrocínio da Crown Embalagens, Fitesa e America Tampas.

 

SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO ON-LINE – MÚSICA
Ópera: Estética e Psicanálise | Vingança
Recital lírico comentado pelo maestro Ronel Alberti e o professor Rafael Werner, com participação da soprano Raquel Flores, do baixo Guilherme Roman e do pianista Rodolfo Wulfhorst
Dia 30 de março, terça-feira, às 19h, em plataforma digital
As inscrições custam R$ 20 e podem ser feitas no site www.institutoling.org.br

 

Classificação etária: Livre
Duração: 90 minutos

 

Crédito das fotos: ©Carlos Rodriguez

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn