Sobre o Evento

VIVEIRO
Antônio Augusto Bueno
Um Filme de Bebeto Alves

 

O filme Viveiro é uma ação do artista Antônio Augusto Bueno dentro do Jardim Botânico de Porto Alegre, fechado por políticas implementadas durante o governo Sartori que acabaram com importantes fundações no RS, entre elas a que coordenava o espaço do Jardim Botânico.

O filme produzido e dirigido por Bebeto Alves, mostra o artista misturado ao ambiente da intervenção, um cactário abandonado, quase em ruínas, dentro daquele verde profundo. O filme denuncia esse abandono e as práticas políticas nefastas que levaram o fechamento do espaço, mas mostra pelo lado da resistência em se criar vida onde ela se esvai. Se o filme é um manifesto, ele é um manifesto pela vida, pela arte, pela cultura, pelo conhecimento.

São quase 6 minutos de silêncio entrecortado somente pelo ruído dos passos do artista interagindo com o material orgânico do local e formas ovaladas de cerâmica que ele manipula com uma alusão ao cuidado a vida, como o que está sendo criado. Sem nenhum diálogo, uma câmera lenta nos mostra uma dimensão onde podemos nos recriar através da arte, de um processo criativo.

O filme foi produzido para a exposição que inaugura hoje na rede com o título CONVIVER, curadoria de Marcia Rosa, com orientação de Eduardo Veras, do Instituto de Artes da UFRGS.

 

Para assistir o filme, clique aqui.

 

Formulário de Contato