Sobre o Evento

Anaadi e Vagner Cunha celebram a obra de Milton Nascimento em apresentação virtual, inédita e gratuita

 

Na última edição do projeto Saraus Bell’Anima neste ano, a cantora gaúcha vencedora do Grammy Latino e o compositor, arranjador e violinista interpretam o repertório de Bituca, acompanhados pelo Quinteto de Cordas da Orquestra Jovem Recanto Maestro, do pianista Luis Henrique “New” e do percussionista Lucas Fê. O concerto será transmitido ao vivo no dia 5 de dezembro, sábado, às 19h, pelo YouTube

 

A sexta e última edição virtual do projeto Saraus Bell’Anima deste ano convida a cantora Anaadi para um diálogo musical com o compositor, arranjador e violinista Vagner Cunha em celebração aos 58 anos de carreira de Milton Nascimento. O concerto terá participação do pianista Luis Henrique “New”, do percussionista Lucas Fê e do Quinteto de Cordas da Orquestra Jovem Recanto Maestro, projeto social que ensina música clássica para alunos da rede pública de ensino da Quarta Colônia de Imigração Italiana no Rio Grande do Sul. Juntos, eles interpretarão canções selecionadas a partir de diferentes fases da obra de Bituca, como Maria, Maria, Morro Velho, Canção Amiga, Cais e Nascente. A apresentação inédita será transmitida ao vivo e gratuitamente no dia 5 de dezembro, sábado, às 19h, no canal da Bell’Anima Produções no YouTube (www.youtube.com/c/BellAnimaProduções).

 

“Já fiz arranjos para disco da Anaadi, e ela já cantou músicas minhas. Agora estamos construindo algo juntos, e a obra do Milton é o nosso assunto. Escolhemos o repertório, mas o conceito do trabalho será conhecido somente na estreia. Temos em comum a abertura para aceitar o imprevisível. Não há nada mais estimulante do que não saber onde se vai chegar”, aponta Cunha, que também é idealizador dos Saraus Bell’Anima.

 

Desde junho, o projeto tem promovido uma série de concertos mensais, virtuais e gratuitos realizados na sede da produtora musical Bell’Anima, em São João do Polêsine, no Rio Grande do Sul. Para acompanhar a experiência virtual, cada edição incorpora, ainda, outras formas de expressão artística, com artes gráficas que são criações inéditas do artista plástico Fabio Zimbres, além de uma exposição fotográfica, os Saraus Visuais, com obras do fotógrafo Gilberto Perin. Nas sessões anteriores, a iniciativa recebeu grandes representantes da música popular, como Guinga, Jorginho do Trompete, Ernesto Fagundes e Luciano Maia, além de artistas consagrados da música erudita nacional e internacional, como Carla Maffioletti, Flávio Leite e Ney Fialkow. As apresentações já realizadas também estão disponíveis no YouTube.

 

Anaadi (voz)
Destaque entre as cantoras brasileiras da nova geração, Anaadi se consagrou em 2018 ao vencer o maior prêmio da música popular latino-americana, o Grammy Latino, para o qual seu álbum de debut, Noturno, foi indicado em quatro categorias, levando troféu de melhor álbum de pop contemporâneo em língua portuguesa, superando Erasmo Carlos e a cantora Iza. Anaadi vive uma grande fase em sua carreira autoral e prepara seu segundo disco, Iluminar, com lançamento previsto para 2021. Como cantora e compositora, já trabalhou com grandes artistas como Roberto Menescal, Max de Castro e Rick Wakeman, além da parceria iniciada com Vagner Cunha, que assinará alguns dos arranjos de seu próximo disco. Esbanjando musicalidade e repleta de influências que vão do soul e R&B até nosso samba de raiz brasileira, Anaadi flutua com leveza por entre as potencialidades de sua versátil voz, ecos de um mundo urbano, instigante e miscigenado.

 

Vagner Cunha (violino)
Sem deixar de lado o melhor de sua formação clássica, o compositor Vagner Cunha transita em diversos gêneros e sonoridades para trazer à sua música originalidade e identidade. Nos últimos quatro anos, sua intensa produção integra seis discos e uma ópera, além de diversos trabalhos paralelos como arranjador e violinista. Suas composições têm sido estreadas por diversas orquestras e grupos de câmara brasileiros, com destaque para Concerto para Violino Nº1, Concerto para Viola, Concerto para Violão de Sete Cordas, Concerto para Piano e Orquestra Sinfônica, Ballet Mahavidyas e Aleph. Sua obra autoral está nos discos Mahavidyas (2008), Além (2012), Variações São Petersburgo (2016), Vagner Cunha convida Guinga (2017), Los Orientales (2017), Yamandu Costa interpreta Concerto para Violão de Sete Cordas e Orquestra (2018), além de dois discos dedicados a poemas de Antonio Meneghetti, interpretados pela Camerata Ontoarte e Carla Maffioletti (2015 e 2017). Recebeu sete vezes o Prêmio Açorianos e, em 2011, o Prêmio FUNARTE de Composição. Atualmente, é diretor musical da Camerata Ontorte Recanto Maestro – para a qual compõe regularmente em diversas formações camerísticas. Em 2018, dedicou-se à composição de O Quatrilho, sua primeira ópera, estreada com sucesso no Brasil. Suas mais atuais obras, Concerto para Oboé e Concerto para Acordeon e Orquestra, dedicado ao acordeonista Bebê Kramer, têm suas estreias marcadas para o segundo semestre de 2020.

 

Luiz Henrique “New” (piano)
Uma das grandes referências no piano no Estado, Luis Henrique “New” possui uma sólida trajetória no Brasil e no exterior. Pianista, tecladista, arranjador e compositor graduado pela URFGS, acompanhou artistas em shows na noite paulistana e pelo Brasil como Jamelão, Martinha e Valdirene. Com Carmem Silva, viajou por várias regiões do país e fez turnê pelo Leste do Estados Unidos. Foi fundador do Kuarup Group, ocasião em que iniciou o Projeto Europa Via Oriente Médio. Também excursionou pelo Japão com um grupo de projeção da MPB. Ganhou o Prêmio Açorianos de Música como melhor tecladista, além de ter sido indicado em duas outras edições. Como pianista do grupo Delicatessen, ganhou o Prêmio TIM na categoria de melhor disco em língua estrangeira (2007). Atualmente, atua como professor de piano e orientador pedagógico da Escola Pública de Música de Farroupilha e prepara gravação de seu novo trabalho solo, Coletânea Samba JAZZ.

 

Lucas Fê (percussão)
Baterista e percussionista prodígio, Lucas Fê teve seu primeiro registro acompanhando músicos profissionais aos quatro anos de idade, levado pela mão do grande baterista Marquinhos Fê, seu professor e tio. Aos seis, passou a receber convites para participações especiais em shows e combos musicais. Desde muito cedo teve contato com a bateria e diversos ambientes musicais, levado pela mão do grande baterista Marquinhos Fê, seu tio e professor. Participou também do movimento de bandas marciais. Aos doze, começou a se apresentar em bares, restaurantes e casas noturnas, experienciando a escola do "baile", seu vasto repertório popular e seus ensinamentos. Atualmente, aos 23 anos, seu som visceral transparece personalidade, sensibilidade e principalmente capacidade e liberdade criativas, que se fortalecem ao lado de Dionísio Souza e Marcelo Vaz, seus parceiros no surpreendente KIAI grupo, com quem gravou os álbuns Além (2018), Costuras Que me Bordam Marcas na Pele (2018), com a cantora Paola Kirst; Jazzkilla (2019) de Zudzilla e Kiai; KIAI II (2020), além de participações em discos de artistas como Thiago Ramil (EmFrente, 2018), Marcelo Delacroix (Tresavento, 2019) indicado ao Grammy Latino 2020. Ao longo desses mais de dez anos de experiência profissional, já tocou ou gravou com artistas brasileiros como Arismar e Thiago do Espírito Santo, Anaadi, Ary Piassarollo, Bebê Kraemer, Cristóvão Bastos, Djamen Farias, Eduardo Neves, Frank Solari, Gastão e Totonho Villeroy, Gabriel Grossi, Guto Wirtti, Ivan Beck, JP Barbosa, Jorginho do Trompete, Kia Sajo, Luedji Luna, Luka, LuManzin, Marmota Jazz, Michel e Paulo Dorfman, Nelson Faria, Ney Conceição, Paulinho e Ernesto Fagundes, Pedro Tagliani, Renato Borghetti, Renata Adegas, Ricardo Baumgarten, dentre muitos outros no caminho. Lucas também integra o coletivo de artistas da Pedra Redonda e segue atuando em shows, gravações, aulas e workshops.

 

Orquestra Jovem Recanto Maestro
Promovida pela Fundação Antonio Meneghetti e executada pela Associação OntoArte com apoio da Bell’Anima Produções, a Orquestra Jovem Recanto Maestro conta com Vagner Cunha como diretor musical e com o empresário Claudio Carrara como diretor geral. Foi constituída em 2015, alcançando alunos da rede pública de ensino da Quarta Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul por meio do ensino da música clássica. O projeto social oferece aulas gratuitas regulares de violino, viola, contrabaixo, violoncelo, sopros e percussão a mais de 300 alunos. Duas vezes por ano, um grupo de alunos selecionados a partir de seu desempenho ao longo do semestre são presenteados com residências musicais, cursos intensivos de férias no qual as crianças e jovens aprendem diretamente com músicos e maestros convidados. A proposta central das residências musicais é provocar a evolução do potencial artístico do aluno, proporcionando sua interação com professores internacionais e convidados de outros grupos de orquestra brasileiros, trabalhando o desenvolvimento integral das crianças, sua capacidade de autonomia e evolução.

 

Sobre a Bell’Anima
Desde sua criação, em 2015, a parceria entre o músico Vagner Cunha e o empresário Claudio Carrara já resultou em 20 produções inéditas que receberam registro em CDs e DVDs, sendo as cinco últimas reunidas em uma coletânea, lançada no final de 2018: Bell’Anima Vol. I. A intensa produção é resultado da força de um trabalho que preza pela qualidade e o ineditismo, sempre conduzidos pelo primor estético. Através de uma programação cultural ativa que produz e incentiva projetos e artistas de real valor expressivo e estético, a Bell’Anima visa resgatar a beleza do ser humano através da música, envolvendo o público em experiências e imersões artísticas que estimulam o desenvolvimento individual e coletivo. Seus projetos promovem a educação musical e a formação de público através de concertos, saraus e encontros musicais didáticos, além de incentivar a educação musical de base com o projeto Orquestra Jovem Recanto Maestro. Entre suas produções, destacam-se a ópera O Quatrilho, Concerto para Violão de Sete Cordas e Orquestra e Metaphisica Sinfonia Coral, além do projeto mensal Saraus Bell’Anima.

 

SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO ON-LINE – MÚSICA
Saraus Bell’Anima Ed.#06
Travessia: Milton Nascimento por Anaadi e Vagner Cunha
Com participação de Luis Henrique “New”, Lucas Fê e Quinteto de Cordas da Orquestra Jovem Recanto Maestro
Dia 5 de dezembro, sábado, às 19h
Gratuito, com transmissão ao vivo pelo canal da Bell’Anima Produções no YouTube (www.youtube.com/c/BellAnimaProduções)

 

 

https://www.youtube.com/c/BellAnimaProduções

https://www.instagram.com/bellanimaproducoes/

https://www.facebook.com/bellanimaproducoes

contato@bellanima.com.br

 

Crédito da foto: @Isadora Aquini

Data e Horário do Evento
Formulário de Contato